NOVAS ESCUTAS: SESSÕES DE CULTURA ELETRÔNICA

O projeto “Novas escutas” se resume na realização de oito sessões de projeção de música eletrônica experimental na UFBA ­ Campus Ondina, produzidos e executados pelo Grupo de Pesquisa Orquestra Gambiarra (OGAM). Este grupo conta com a participação de artistas pesquisadores ligados a UFBA (IHAC) e a UFRB (CeCULT). O projeto terá a duração de 1 ano, contando com 8 sessões, distribuídas em cada mês dos 2 semestres letivos que perpassam a duração do projeto.As sessões serão abertas, gratuitas e realizadas nos intervalos entre os períodos vespertino e noturno. Cada sessão terá a duração de 1 hora e será registrado em video e fotografia, sendo amplamente divulgado nas redes sociais. Os locais das apresentações serão ao ar livre no campus Ondina, alternando entre as entradas dos PAF`s III, IV e V, locais de ampla circulação de estudantes de vários cursos da UFBA. A escolha dos espaços abertos é uma decisão que pretende facilitar a permeabilidade do público da UFBA com a comunidade externa, por serem espaços amplamente conhecidos e de fácil acesso.

Nessas sessões serão executadas composições musicais dos integrantes, de alunos ligados ao grupo e bem como outros artistas convidados. As composições poderão incluir performance instrumental/vocal, contar com a presença remota de artistas via interação telemática ou ainda se caracterizar como puramente eletrônica/suporte fixo (acusmática). Durante as sessões serão feitos comentários e explicações sobre as obras e os processos imbricados, estimulando um debate sobre a estética musical e os processos técnicos presentes em cada obra.

Objetivos específicos:

● Compartilhar conhecimento musical através de experiências de performance pública;

● Fomentar um cenário de criação musical experimental na UFBA/Ondina;

● Estimular a produção musical desenvolvida no Bacharelado Interdisciplinar em Artes, especialmente a música autoral de caráter experimental;

● Reforçar a criação de um circuito artístico sólido nos campus da UFBA.

● Potencializar a estrutura do campus como um espaço de interface com a comunidade externa.

● Fortalecer a produção musical de caráter não­comercial.

● Criar um ponto de convergência entre ensino, pesquisa e extensão na forma de um evento aberto para a comunidade.

Realizadores (as):

Proponente:

Cristiano Severo Figueiró

Demais Participantes:

Lucas José de Carvalho dos Anjos ­ Bolsista;

Moisés Victório ­ Bolsista;

 

Deixe uma resposta