CIÊNCIA, RACISMO E ALTERIDADE: CONSTRUÇÃO DE EXPOSIÇÃO MUSEAL E PERFORMANCE ARTÍSTICA EM COMUNIDADE

DURATION:
Permanente.
ID:
CIÊNCIA-RACISMO-ALTERIDADE-CONSTRUÇÃO-DE-EXPOSIÇÃO-MUSEAL-PERFORMANCE-ARTÍSTICA-EM-COMUNIDADE

INSTRUCTORS:

Leonardo Sebiane
Coordenador do Prof-Artes / Coordenador do BI em Artes Diurno

Address

IHAC/ Academia pública e Quadras de Ondina (área de lazer e esportes próxima a praia de Ondina), Salvador.   View map

Categories

Extensão-ACCS

A presente ACCS tem como objetivo o desenho e implementação coletiva, por parte da turma, de intervenções educacionais itinerantes (exposição museal acompanhada de performances artísticas) em escolas públicas e espaços comunitários de Salvador, destinadas à educação para as relações étnico-raciais e a igualdade de gênero, e ao letramento científico e a popularização da ciência no tocante à evolução e diversidade genética humana. O trabalho a desenvolver pelos alunos, de caráter interdisciplinar, pretende investigar à construção de sequências didáticas sobre diversidade genética humana, que contemplem o uso das artes e das humanidades – fundamentalmente a história da ciência e a construção (e posterior des-construção) histórica do racismo científico e da eugenia- como ferramentas para a compreensão das relações CTS, no contexto curricular do ensino de ciências (evolução e de genética). Essa tarefa será realizada a partir de uma análise histórico-filosófica da potencialidade das ciências biomédicas para legitimar processos de marginalização de determinadas comunidades humanas, com especial atenção na historia do racismo científico e da eugenia na biologia e medicina brasileiras dos séculos XIX e XX, no contexto internacional da ciência desse período. O trabalho a desenvolver ao longo do semestre consistirá no desenho coletivo de uma exposição e performances multi-linguagens sobre a questão do racismo científico e o papel da ciência e da tecnologia na produção de identidades e alteridades dentro da nossa cultura. Os estudantes, organizados como comunidade de pratica, ao tempo que constroem as instalações, os materiais expositivos e as performances artísticas sobre a questão do racismo e da alteridade, participarão ativamente de um seminário de pesquisa sobre Racismo Científico desde o ponto de vista da história e da filosofia da ciência. O seminário servirá como base teórica para a criação colaborativa de uma exposição sobre “Raça, Ciência, Cultura e Sociedade”. O roteiro de visitas guiadas será construído pelos estudantes, incluindo uma série de performances artísticas temáticas destinadas aos visitantes/participantes/especta-actores. No final do semestre, a exposição e as performances construídas pela turma serão apresentadas ao público em uma escola, centro comunitário, museu, universidade, etc. Esses espaços comunitários variarão a cada semestre.

Quando:

Todos os semestres entre as  terças e quintas feiras, das 13 às 17h.

Realizadores (as):

Leonardo Sebiani (IHAC-UFBA);

Cláudia Sepúlveda (PPGEHFC.UFBA/UEFS);

Deixe uma resposta